Dom Gerard Lafond, OSB, Fundador da MSM

Gérard Lafond nasceu em 30 de setembro, no ano de 1926. No dia 06 e agosto de 1945, ele foi de bicicleta até a Abadia de Saint-Wandrille, na Normandia, para propor o rascunho de uma Regra a Dom Gabriel Gontard, então abade, para uma Ordem de Cavalaria.

Ao ler o livro ‘A Cavalaria’, de Léon Gauthier, acreditou que uma ordem de cavalaria seria necessária e possível no tempo presente.

Após o violento conflito vivido na Segunda Guerra Mundial (este era o ambiente em que Gérard viveu e concebeu a ideia de atualizar o ideal de cavalaria para o tempo presente), ele acreditava que era necessário formar homens capazes de responder em tempos de crise, ter espírito de liderança e cheios de humildade, capazes de combater o bom combate pelo Reino de Deus, um combate que começa dentro de cada um de nós.

“Uma missão tão sublime, não a podes cumprir sem uma conversão total de todo o teu ser a Deus. Travarás o combate espiritual ao mesmo tempo temporal. Não terás outra ambição que a de servir o te Rei, Cristo, com fidelidade e docilidade. Não recuarás perante nenhum esforço para atingir este fim; deverás quebrar-te, sufocar o teu orgulho, desprezar a tua vida neste mundo; na escola de Maria, Nossa Senhora, procurarás a humildade, o apagamento voluntário, o abandono total por generosidade de amor, até ao sacrifício… Procederás de tal modo que a natureza, a família, o trabalho, a ciência, a arte, a própria organização política, voltem a ser para todos transparentes em relação ao divino e portadores de graça.” (Regra, Prólogo, n. 8).

Dom Gontard se interessou pelo projeto e pela personalidade do jovem Gérard e no final do ano a MSM foi estabelecida. No dia 26 de outubro de 1947, na Festa de Cristo Rei, Gérard Lafond e mais 3 amigos receberam o sacramental da Benedictio Novi Militis (A benção do novo cavaleiro).

Fotos do Arquivo MSM

No dia 20 de julho de 1948, Gérard Lafond entrou para a Abadia de Sanit-Wandrille e aos 25 de março de 1950 professou os votos religiosos na Ordem dos Beneditinos, sendo ordenado sacerdote no dia 25 de julho de 1955. Mas, Dom Gérard não se esqueceu da Ordem de Cavalaria que ele havia fundado e continuou a ajudá-la nas decisões mais necessárias e para que estas estivessem em consonância com a fundação e insistiu que a Militia Sanctae Mariae deveria ser um movimento leigo e sempre que possuía autorização, participava dos Capítulos anuais da Ordem.

É durante os estudos teológicos que fora enviado a fazer no Instituto Bíblico de Roma que conheceu o Bispo Roger Michon, Arcebispo de Chartres, que participou do Concílio, junto com o Cardeal Ottaviani, que recomendou a Dom Roger Michon a erigir a Militia Sanctae Mariae canonicamente em sua Arquidiocese.

O Arcebispo de Chartres, seguindo a recomendação do Cardeal, erigiu canonicamente a Militia Sanctae Maria (MSM) na Catedral de Chartres, na vigília de Natal, em 1964, na Cripta de Nossa Senhora de Sous-Terre. Desde este dia, os Cavaleiros de Nossa Senhora veneram a “Virgem que deve dar a Luz”, com especial devoção neste Santurário.

Cavaleiros de Nossa Senhora

Em 1962 é publicado a obra de Dom Gérerd Lafond, intitulada “Cavaleiros de Ontem e de Hoje”. 1968, Dom Lafond publicou outra obra chamada “Príncípios para uma Carta de Cavalaria”.

Em 1968, a MSM é estabelecida canonicamente em Regensburgo, na Alemanha, pelo Arcebispo Rudolf Graber. Dom Lafond testemunha o crescimento da MSM fora da França.

Em Roma, Dom Lafond adquiriu um excelente conhecimento da Sagrada Escritura, um rigor doutrinal e um sentido da Igreja que lhe permitiu (e ajudou muitos outros) a aceitar plenamente o Concílio Vaticano II.

Por ocasião da introdução do Novo Ordo Missae, ele liderou um trabalho substancial sobre o cumprimento dessas normas pela Milícia Mariae Sanctae. Em 1972, Dom Lafond deixou claro em sua Regra que a palavra “Ordem”, “não deveria ser canonicamente entendida como uma ordem religiosa ou ordem de cavalaria, conforme definido pela Santa Sé Apostólica”. Portanto, somos, conforme a vontade de nosso fundador, a “Companhia Regular e Militante dos Cavaleiros de Santa Maria, conhecidos como os Cavaleiros de Nossa Senhora” e uma associação privada dos fiéis.

Milícia de Santa Maria no Brasil

Apesar de sua eleição como abade de Saint-Paul de Wisques, Dom Lafond chegou ao capítulo anual da MSM em 1995, para marcar o cinqüentenário de sua fundação, no local que é chamado de “Comando da Imaculada” em Montireau, que foi criado em 1970 a seu pedido no território da Diocese Mãe da MSM, Chartres.

Ele continuou a aconselhar o Magistério da MSM, incluindo em várias cartas ao atual Mestrado em 2008 e 2009, sobre questões-chave como a sua fidelidade à Igreja e seu apostolado, posteriormente incluídas nas Diretrizes Magisteriais, até o final de sua vida em 31 de outubro 2010.

MSM no Brasil

A Milícia de Santa Maria passou a atuar no Brasil no ano de 2012 e em 2016 o Ir. Michel Pagiossi, preceptor da MSM no Brasil foi armado o primeiro Cavaleiro de Nossa Senhora brasileiro, na cidade de Chartres, França.