Cerca de 75% da perseguição religiosa atinge os cristãos

Perseguição-cristãos

Cerca de 75% da perseguição religiosa atinge os cristãos

 Hoje, dia que relembramos os cristãos perserguidos no mundo e rezamos por eles, trazemos essa notícia que cerca de 75% da perseguição religiosa atinge os cristãos.Assim, é um momento propício de nos recordarmos que, ainda que não haja diretamente perseguição aos cristãos no Brasil, devemos lutar para que isso nunca ocorra aqui e acabem as perseguições aos cristãos onde elas ocorrem.

Lisboa – Portugal (Quinta-feira, 05-12-2013, Gaudium Press) Mais de 75% dos casos de perseguição religiosa são contra os cristãos, segundo dados levantados pela Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). O órgão apresentou recentemente seu último relatório, intitulado “Perseguidos e esquecidos?”, sobre a liberdade religiosa.

A análise foi feita em 30 países que possuem algum tipo de perseguição religiosa, sendo contabilizadas as informações entre os anos 2011 e 2013.

Em entrevista à Agência Ecclesia, de Portugal, a presidente da AIS, Catarina Bettencourt, afirmou que “em alguns países da África, Médio Oriente e Extremo Oriente, há uma perseguição muito feroz contra a religião”.

De acordo com o relatório da entidade, a tendência é que os cristãos venham a abandonar sua terra natal para poder “salvar a própria vida”, para exercerem sua Fé.

O Bispo Auxiliar de Bagdá, do Patriarcado Caldeu da Babilônia, Dom Shlemon Warduni, disse que, “no Iraque, há cada vez menos cristãos”, pois aspectos como a violência, o medo e a falta de trabalho e segurança os obrigam a sair do país.

“O futuro dos Cristãos no Iraque, e em todo o Oriente Médio, é muito obscuro e pode se dizer que realmente existe um plano para retirar os cristãos”, contou Dom Warduni.

Durante uma conferência na Igreja do Sacramento, em Lisboa, o Arcebispo explicou que “é preciso condenar todas as guerras, todas as formas de terrorismo e, com amor, construir uma cultura onde o homem pode ser salvo e viver com dignidade”.

No final da conferência, Dom Warduni lançou um apelo aos presentes na Igreja do Sacramento.

“Nos ajudem, por favor, com as vossas orações, e peçam que Nossa Senhora nos proteja!” (LMI)

Da redação, com informações A12