ASSASSINOS! ASSASSINOS!

ASSASSINOS! ASSASSINOS!

Carlos Aguiar Gomes

Assassinos!

A aprovação, expectável face à decomposição moral da Bélgica, da eutanásia para crianças, não pode nem deve permitir o nosso silêncio! Como um belga gritou no Parlamento, a plenos pulmões, também quero gritar com ele: Assassinos! Este grito de revolta deveria ecoar por todo o mundo civilizado…. O silêncio complacente torna-nos coniventes para com este gravíssimo ataque à vida e dignidade humanas.

Sim, a eutanásia em geral, e em particular aplicada às crianças, é um crime hediondo.

Como é possível que se legalize o que não passará nunca de um crime?

Que país é este, que Europa é esta?

A decomposição do Ocidente galopa a tal velocidade que já nada nem ninguém pode pôr freio.

A vida humana não é mais respeitada, desde a sua concepção, hoje manipulada e tornada uma espécie de engenharia biológica,  a que se pode dar fim como e quando se quiser, desde que não venha no momento oportuno ou com o padrão imaginado.O aborto generalizou-se. Tornou-se gratuito. E chega a ser promovido como “ conquista civilizacional”.

E o fim da vida já não se aguarda como um fim de percurso e início de outro, a eternidade. Promove-se a eutanásia, legaliza-se e apoia-se. E até já se faz ao domicílio!

E que dizer do abandono dos velhos, sobretudo se não são ricos e, por cima, doentes ou limitados na sua autonomia?

Que dizer das simulações de “ casamentos” entre pessoas do mesmo sexo, contrariando a lei natural? E quem ousar defender o que  caracteriza , neste ponto fulcral,todas as culturas e civilizações, é perseguido por “homófobo”, insultando-nos e ameaçando como se ter opiniões diferentes, em democracia , fosse crime!

A Bélgica, ao aprovar este crime, não regrediu. Morreu como país civilizado.

Neste momento dolorosamente tremendo para a “ civilização do amor”, não posso deixar de invocar um belga de excepção, uma referência moral  para todos nós, homens e mulheres do século XXI, um Homem sem medo : O Rei Balduíno! Que este santo interceda pela Bélgica e por todos nós. Que o seu exemplo de vida nos anime e reconforte.