A cavalaria hoje

Apesar do desenvolvimento da ciência e da tecnologia, dos grandes avanços conseguidos nos campos  social, educacional, cultural e das comunicações, o mundo atual se encontra mergulhado em uma profunda crise moral e espiritual, que gera consequências, tais como: desintegração da família, drogas, desvalorização da vida humana, violência (principalmente contra os mais fracos), depravação dos costumes, destruição da natureza e corrupção. Por outro lado, quase um terço da humanidade, principalmente na Ásia, ainda sofre com o totalitarismo materialista e ateu e, em muitos outros lugares do mundo subdesenvolvido, reinam o caos, a fome e a miséria.

Nestas circunstâncias, ainda haverá lugar para a Cavalaria? É óbvio que sim, porque os seus fins são, hoje, mais atuais do que nunca. São necessários novos Cavaleiros, que pessoalmente se esforcem, com a ajuda da Graça, em melhorar espiritual e moralmente; que vencendo-se a si mesmos e mediante a prática das virtudes, dêem testemunho de vida cristã num mundo que tem dados mostras de querer renegar Deus; que se oponham ao materialismo, ao laicismo, à civilização do efêmero, às falsas ideologias e demais agressões a Deus e ao homem, e que sejam capazes de construir uma sociedade cristã conforme os desígnios divinos.

Nosso fundador, Dom Gérard Lafond, OSB, quis, em 1945, contribuir expressamente para a formação de uma nova Cavalaria, baseada na tradição, porém adaptada à nossa época:

  • revivendo o espírito da Cavalaria cristã no que tem de mais puro e universal;
  • encarnando este espírito numa instituição que fosse, para o nosso tempo, o que foram, resguardadas as diferenças, as Ordens Militares, e;
  • consagrando-a, de modo muito especial, à Santíssima Virgem Maria.

Os Cavaleiros de Santa Maria entendem sua ação como um duplo combate, ao mesmo tempo espiritual e temporal: espiritual, por sua inspiração e por sua finalidade; temporal, pelo terreno em que se leva a efeito. Combate pelo homem, na cidade dos homens, porém visando à cidade de Deus pois tem em vista a salvação do homem em sua totalidade.

%d bloggers like this: